Artista da Urban Arts explora emoções e vivências em obras produzidas com diferentes técnicas e materiais

Tokio, por Dom Dip

O poder de traduzir as inquietações humanas motivou diversos artistas a criar ao longo da história e não foi diferente com Alexandre Dip, também conhecido como Dom Dip. O artista paulistano encontrou na arte o caminho para o enfrentamento de crises pessoais e indica seu início no fazer artístico como uma espécie de “terapia”.  

A trajetória do artista, no entanto, perpassou outras caminhadas. Alexandre é formado na área jurídica e já teve atuações profissionais em segmentos relacionados a psicologia positiva e neurociência.

CASAMENTO CINGALÊS, por Dom Dip

Toda essa experiência possibilitou expandir seu olhar: “eu comecei a criar os meus trabalhos por acaso, de forma paralela à minha carreira jurídica em uma grande corporação. E a coisa foi dando certo e evoluindo de certo modo”, diz o artista.

Somado a essas vivências, Alexandre encontra em tudo ao seu redor inspirações para expressar seu talento: “não vejo limites nas possibilidades de expressar as emoções através da arte. E para mim aí que reside a beleza. Como morador do centro de São Paulo, vejo que a cidade está num momento culturalmente bastante interessante,” ressalta.

Dip, que conta com obras no acervo da Urban Arts, enxerga no atual cenário artístico possibilidades para um próximo passo em sua carreira: “nos momentos mais difíceis, a arte me serviu como um alento, mas agora me sinto indo para outra fase, uma fase mais transcendental – e pretendo expressar o questionamento através do meu trabalho”, afirma.

Animaux, por Dom Dip

ALICE IN SUPER TRANCE, por Dom Dip


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: