Arte

5 fatos curiosos sobre a vida e o legado de Vincent van Gogh 

Um dos pintores mais influentes do século XIX vendeu apenas um quadro durante a vida e influenciou a humanidade com sua visão singular sobre cores, luz e paisagens

                                    

É difícil definir o estilo da arte de Vincent van Gogh (1853-1890), apesar de ter sido “enquadrado” na turma dos pós-impressionistas. O poder de sua influência se estende até os dias atuais, sempre com novas teorias acerca de sua morte, seus métodos de pintura, seus personagens e o modo de vida que levou. Suas obras continuam a bater recorde em leilões e as mostras com suas telas batem recordes de visitação.

Obra: Van Ix, por Roberto Pujol

O holandês acumulou uma vida rica em dissabores, alternando estados de excitação com melancolia, sem nunca ter percebido o tamanho do legado que deixaria para a humanidade. Reunimos cinco curiosidades que traçam um perfil do artista que produziu mais de 900 obras durante dez anos de atividades intensas.

  1. Vincent van Gogh, o mais velho de seis filhos de um pastor protestante, nasceu e foi criado em uma pequena vila na região de Brabante, no sul dos Países Baixos. Ele era um jovem calmo e autônomo, passando seu tempo livre vagando pelo campo para observar a natureza. Aos 16 anos, ele foi aprendiz na filial de Haia dos negociadores de arte Goupil e Co., dos quais seu tio era sócio.

2. Sua carreira artística foi extremamente curta, durando apenas dez anos, entre 1880 e 1890. Durante os primeiros quatro anos desse período, ao adquirir proficiência técnica, limitou-se quase inteiramente a desenhos e aquarelas. Primeiro, ele foi estudar desenho na Academia de Bruxelas; em 1881 mudou-se para a paróquia de seu pai em Etten, Holanda, e começou a trabalhar a partir da natureza.

3. Depois de uma temporada em Paris, circulando com Paul Gauguin (1848-1890) e Henri Toulouse-Lautrec (1864-1901), van Gogh se cansou da vida na cidade e migrou para Arles, na Provença francesa. Ele alugou e decorou uma casa na região com a intenção de convencer os amigos a se juntarem a ele e encontrou uma comunidade de trabalho chamada “O Estúdio do Sul”. Gauguin chegou em outubro de 1888, e por dois meses van Gogh e Gauguin trabalharam juntos. Apesar da influência mútua, as relações rapidamente se deterioraram porque tinham ideias opostas e eram temperamentalmente incompatíveis.

4. Durante a véspera de Natal de 1888, um acidente transtornou a vida do artista. Os historiadores de arte do século XXI Hans Kaufmann e Rita Wildegans examinaram registros policiais contemporâneos e correspondências e concluíram, em Ohr de van Gogh: Paul Gaugin und der Pakt des Schweigens (2008; “A orelha de van Gogh: Paul Gauguin e o pacto de silêncio”), que na verdade foi Gauguin (com quem acredita-se que ele tinha uma relação homoafetiva) quem mutilou a orelha de van Gogh com uma espada. Independente da versão correta, o holandês assumiu a responsabilidade e foi hospitalizado; o amigo voltou para Paris.

5. O nome de Vincent van Gogh era praticamente desconhecido quando ele se matou: apenas um artigo sobre ele havia sido publicado enquanto ele viveu. Ele expôs algumas telas no Salão des Indépendants em Paris entre 1888 e 1890 e em Bruxelas em 1890; ambos os salões mostraram pequenos grupos comemorativos de seu trabalho em 1891. Vendeu apenas um quadro durante a vida.

Gostou da nossa seleção de curiosidades sobre o gênio da pintura? Navegue pelo nosso site para conhecer as obras inspiradas no mestre holandês e conta pra gente aqui nos comentários o que você achou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: